Camarilha dos Quatro

Revista de crítica musical.

Zomby – Dedication (2011; 4AD, Reino Unido)

Zomby é um produtor musical incógnito, supostamente inglês, que opera na esfera do dubstep e, ao lado de Rustie, Joker, Ikonika e Starkey, foi identificado à corrente chamada wonky. O primeiro 12” de Zomby saiu em 2007, um split com Darkstar. Em 2008 ele lançou, pelo menos, meia-dúzia de 12” (sendo dois para a Hyperdub: um normal e um duplo) e o álbum de estreia, Where Were U in ’92. One Foot Ahead Of The Other EP foi lançado em 2009. Dedication é o primeiro disco de Zomby pelo selo 4AD. (BO/TF)

* # *

No primeiro disco, Where Were U in ’92, o misterioso Zomby compôs um comentário arrojado da cena eletrônica inglesa dos anos 90. Reduzindo a pluralidade de vertentes que marcou o período a alguns elementos standardizados (timbres, samplers, patterns rítmicos, etc.), ele obteve uma sonoridade “crítica”, voltando o olhar simultaneamente para o passado e o futuro. Where Were U in ’92 é um álbum conceitual, rigoroso no melhor dos sentidos, ao restringir o número de referências musicais a uma linhagem bem delimitada (o UK garage, o techno, o drum’n’bass), mas com fôlego e timbres de século XXI.

Sem recair em revisão ou reapropriação, mas como os mosaico compostos por velhos ladrilhos, Zomby criou uma nova composição a partir de um procedimento de “reconfecção” do passado. E como os velhos mosaicos, Where Were U in ’92 possui também a leveza do colorido difuso, revelando o talento especial do autor para a composição de temas e melodias extremamente palatáveis, mas que em nenhum momento se tornam vulgares ou desinteressantes. Com essas duas particularidades, a recriação e a leveza, Zomby fez um dos discos mais surpreendentes de 2008.

Não parece muita coisa afirmar que Dedication repete as duas características bem-sucedidas do primeiro álbum. Pois é o que de fato acontece, com algumas diferenças substanciais. Primeiramente, o disco é mais fragmentário, não prima pelo rigor conceitual do anterior. Where Were U in ’92 segue um fluxo comum, ao passo que Dedication alterna variações mais evidentes de volumes e bpms.

Mas o que o diferencia consideravelmente é o fato de que suas referências atravessam mais de duas décadas de música eletrônica. A matéria-prima extrapola uma época específica e engloba não somente os anos 90, mas o que derivou daí, nomeadamente o dubstep (“Things Fall Apart”, com participação de Noah Lennox), o witch house (“Witch Hunt”), o wonky (“Vortex”), o techno (“Riding With Death”), o chiptune (em todo o disco, mas especificamente em “Digital Rain”), o dancehall digital (“Mozaik”) e essas produções que desafiam nossa capacidade de criar rótulos. O drum and bass não poderia faltar na tensão psicológica de “Florence”, uma das faixas que mais trabalham com o volume dos timbre e da mixagem.

Diversificando suas fontes, Zomby também variou no cardápio. Enquanto Where Were U in ’92 era disco de festa, que apostava em um continuum massivo de batucada digital, Dedication traz faixas mais lentas, reflexivas quase ao ponto de parecerem ambient (sobretudo em “Vanquish” e “Basquiat”), harmonias e texturas mais trabalhadas, construídas com o mesmo senso milimétrico do anterior. E tudo sublimado por uma consciência pop expressa em melodias e batidas cativantes, que tornam Dedication uma audição mais do que agradável. Não deixa de admirar esta verdadeira contradição: uma capa com cara de bula de remédio, uma identidade incógnita, e o pop como profissão de fé, com a única intenção de fazer dançar.  (Bernardo Oliveira)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 23 de julho de 2011 por em dubstep, Techno e marcado , .
%d blogueiros gostam disto: