Camarilha dos Quatro

Revista de crítica musical.

Vivian Girls – “I Heard You Say” (2011; Polyvinyl, EUA)

A moda das garotas punk recriando o do it yourself através da baixa fidelidade já acabou há um tempinho. Depois da profusão de singles e, em alguns casos, também primeiros discos em que o lo-fi era utilizado como estética e trabalhado de modo a potencializar a sujeira do arranjo, a poeira baixou e as artistas decidiram gravar suas canções subsequentes com níveis de fidelidade mais convencionais e com os sons costumeiros de instrumentos que ouvimos no rock mais básico. Nenhum problema com a guinada: embora seja totalmente legítimo utilizar o lo-fi como opção de sonoridade (é apenas mais uma opção de arranjo, como escolher violinos para duplicar a melodia vocal ou optar por um simples acompanhamento de violão), é também completamente normal que um artista queira levar suas canções à arena principal. Mas, da mesma forma como nem toda canção fica boa com violinos ou apenas com acompanhamento de violão, também nem toda artista ex-militante de lo-fi tem a singularidade para compor e gravar limpo em alto nível. Mas se Best Coast e Dum Dum Girls desapontaram com composições simpáticas mas comuns, as Vivian Girls se adaptaram com talento e personalidade a registros mais tradicionais de produção. Em primeiro lugar, porque elas sabem compor canções diretas e enfáticas com um notável senso de artesanato pop herdado diretamente da era Phil Spector dos girl groups. Em segundo, porque elas souberam metabolizar perfeitamente o pathos adolescente com a vivacidade hedonista do punk mais chiclete, inserindo como elemento final uma pitada de feeling surf que remete a uma ou outra faixa das Breeders. “I Heard You Say” é a melhor expressão desse novo momento: coros, refrão com construção catártica, mas ao mesmo tempo uma completa docilidade e vulnerabilidade na singeleza das melodias de guitarra e voz que impede que qualquer sensação de oficialidade se instale. É pop automático, límpido, econômico e clássico como poucos conseguem, que em menos de três minutos dá seu recado e deixa o ouvinte pedindo mais. A faixa é do começo do ano, surgida como teaser em fevereiro para o lançamento do álbum Share the Joy em abril, mas ela também terá lugar cativo ali no final do ano, na hora das listinhas de destaques do ano. No fim das contas, a equação não termina na fidelidade da gravação, mas na qualidade das canções que você tem e na forma de executá-las e arranjá-las (nas quais o lo-fi é uma opção tão possível quanto as outras, nem mais nem menos). (Ruy Gardnier)

Ouça e veja o vídeo oficial de “I Heard You Say”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 4 de outubro de 2011 por em Faixa da Semana e marcado , , .
%d blogueiros gostam disto: